segunda-feira, 1 de setembro de 2008

Sem idéias, sem motivação

Estou sem idéias e sem motivação. É estranho ficar sem energia, logo eu que sou disposto e cheio de idéias nesta cabecinha nordestina...Mas o fato é que tenho escrito pouco neste blog, e minhas aulas na Escola Bíblica não têm sido preparadas com o mesmo ânimo de antes, além de eu não parar para ler anotações bíblicas como gosto de fazer. Também na semana passada faltei a algumas aulas na faculdade de Teologia, pois estava, digamos, emocionalmente cansado.
Se eu for ler alguma coisa densa, isso vai me dar mais conhecimento, e eu tenho sofrido por causa do conhecimento. Não digo que tenho muito, meu conhecimento é limitado, e sou consciente disso. Mas o conhecimento abre os olhos e deixa a gente com vontade de abrir a boca e dizer bem alto algumas verdades, que, infelizmente, eu não tenho como externar.
Por que ficaria eu lendo e lendo coisas que irão encher minha cabeça de importantes informações bíblico-teológicas que não poderei usar? Já faz uns seis anos que eu leio em casa, e antes de entrar para a faculdade de Teologia eu já estudava isso de algum modo. É por isso que eu falo tanto nas aulas e interrompo tanto os meus mestres - eu preciso de um escape, uma forma de pôr pra fora o que aprendi ou acho que aprendi.
Ontem pela manhã dei aula sobre "A Sedução das Drogas", na Escola Bíblica, conforme a Revista da CPAD (Casa Publicadora das Assembléias de Deus) para este trimestre. Depois, à tarde, fiquei em casa deitado num colchão na sala, enquanto ouvia o som da TV e de vez em quando levantava a cabeça para ver alguma coisa que interessava. Minha esposa me convidou duas vezes para caminhar e eu disse preguiçosamente que não queria. À noite, sem fazer cerimônia, não fui ao culto, não fomos todos. E fiquei em casa não querendo pensar em nada.
Antes, quando pensava em faltar a um culto, vinha-me um conflito em que eu pesava os prós e os contras de não ir. Hoje, os contras vencem a guerra antes de qualquer batalha.
Tenho 31 anos de idade, uma família excelente e uma profissão que me dá condições de viver sem dor de cabeça. Mas alguma coisa me persegue, e agora se somatiza e me derruba principalmente nos finais de semana.
Há milhões de maneiras de explicar essa situação, de espiritualizar, de aconselhar. Eu conheço todas. Há coisas na vida que não pedem explicações racionais, mas atitudes. Sei que alguma atitude eu devo tomar, mas ainda não sei qual, nem como o farei. Talvez eu precise pensar como o autor do Sl 131, que decidiu não se exercitar em grandes assuntos e se comportar como criancinha no colo da mãe.
Só há dois tipos de pessoas que podem ajudar uma pessoa na situação em que estou: as pessoas parecidas comigo - porque sabem do que estou falando - e as pessoas que usam de empatia - porque se colocam no meu lugar. Os simpáticos, apáticos e antipáticos ficarão na sua, e eu, na minha.

Um comentário:

Anônimo disse...

você precisa do socorro de Deus, busque ter um particular com Deus sempre que puder. Deus vai se revelar de uma maneira nova na sua vida, não leve em considerações diante de Deus seus conhecimentos,suas experiencia esvazie do seu "eu" e deixe Deus te conduzir, acredite no jejum e nas orações. o reino de Deus não consiste em palavras mas em poder. um forte abraço...

Fale comigo!

Gostaria de estabelecer contato com você. Talvez pensemos a respeito dos mesmos assuntos, e o diálogo é sempre bem-vindo e mais que necessário. Meu e-mail é alexesteves.rocha@gmail.com. Você poderá fazer sugestões de artigos, dar idéias para o formato do blog, tecer alguma crítica ou questionamento. Fique à vontade. Embora o blog seja uma coisa pessoal por natureza, gostaria de usar este espaço para conhecer um pouco de quem está do outro lado. Um abraço.

Para pensar:

Um dos terríveis problemas da Igreja evangélica brasileira é a falta de conhecimento da Bíblia como um sistema coerente de princípios, promessas e relatos que apontam para Cristo como Criador, Sustentador e Salvador. Em vez disso, prega-se um "jesus" diminuído, porque criado à imagem de seus idealizadores, e que faz uso de textos bíblicos isolados, como se fossem amuletos, peças mágicas a serem usadas ao bel-talante do indivíduo.

Arquivo do blog

Bases de Fé

Creio:
Em um só Deus e na Trindade.
Na inspiração verbal da Bíblia Sagrada, única regra infalível de fé normativa para a vida e o caráter cristão.
Na concepção virginal de Jesus, em sua morte vicária e expiatória, em sua ressurreição corporal e sua ascensão aos céus.
Na pecaminosidade do homem, e que somente o arrependimento e a fé na obra expiatória e redentora de Jesus Cristo é que pode salvá-lo.
Na necessidade absoluta do novo nascimento pela fé em Cristo e pelo poder atuante do Espírito Santo e da Palavra de Deus, para tornar o homem digno do Reino dos Céus.
No perdão dos pecados, na salvação presente e perfeita e na eterna justificação da alma recebidos gratuitamente de Deus pela fé no sacrifício efetuado por Jesus Cristo em nosso favor.
No batismo bíblico em águas, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, conforme determinou o Senhor Jesus Cristo.
Na necessidade e na possibilidade que temos de viver vida santa mediante a obra expiatória e redentora de Jesus, através do poder do Espírito Santo.
No batismo bíblico no Espírito Santo que nos é dado por Deus mediante a intercessão de Cristo.
Na atualidade dos dons espirituais distribuídos pelo Espírito Santo à Igreja para sua edificação, conforme a sua soberana vontade.
Na Segunda Vinda de Cristo.
Que todos os cristãos comparecerão ante o Tribunal de Cristo.
No juízo vindouro que recompensará os fiéis e condenará os infiéis.
E na vida eterna para os fiéis e morte eterna para os infiéis.