sábado, 13 de agosto de 2016

ESBOÇO PARA MESA-REDONDA SOBRE CIÊNCIA E RELIGIÃO*

CIÊNCIA X RELIGIÃO

Ev. Alex Esteves da Rocha Sousa

Correlações:
Dicotomia Razão x Fé.
Dicotomia Estado x Igreja.


I Tm 6.20.

Ó, Timóteo, guarda o depósito que te foi confiado, tendo horror aos clamores vão e profanos e às oposições da falsamente chamada ciência”.

Depósito.
A tradição cristã recebida. O repertório cristão. As Escrituras Sagradas. Os princípios e valores cristãos. A cosmovisão cristã.

Clamores vãos e profanos. Oposições.
Inutilidades retóricas. Argumentos alienados de Deus. Disputas meramente ideológicas.

Falsamente chamada ciência.
  • Se existe a falsa ciência, existe a verdadeira.
  • Paulo não anula o valor da ciência. Antes, exalta a ciência verdadeira.
  • Embora não tivesse em mente a ciência moderna, a declaração de Paulo estende-se a todo conhecimento humano organizado, o que inclui a ciência e a filosofia.

Considerações gerais.
  • A falsamente chamada ciência é abundante nas Ciências Humanas, mas também se verifica nas Ciências Exatas e nas Ciências Naturais. Ex: houve fraude comprovada no Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC), da ONU.
  • Um experimento científico pode ser manipulado para que os resultados confirmem a hipótese científica. A interpretação pode ser orientada ideologicamente ou por má-fé.
  • Certas teorias científicas não plenamente comprovadas são erigidas à categoria de teorias comprovadas por razões ideológicas. Ex.: Darwinismo, Evolucionismo darwinista. Afastar as noções de Deus e de eternidade é importante para o Homem materialista, secularista e descrente.
  • A imprensa não especializada promove hipóteses científicas não confirmadas como se fossem teorias comprovadas.
  • A ciência pode ser neutra, mas o cientista, não.
  • Projetos científicos são financiados em detrimento de outros.

Nas Ciências Humanas.
  • Nas Ciências Humanas a promoção da falsa ciência é acentuada.
  • Ideologias. Utopias.
  • Racionalismo. Materialismo. Naturalismo. Comunismo. Socialismo. Feminismo. Abortismo. Agenda gay. Ideologia de Gênero. Ecologismo (biocentrismo). Racialismo. Vitimização (coitadismo).
  • Marxismo cultural. Gramcismo.
  • No Direito. Direito Alternativo. Direito Achado na Rua. Abolicionismo penal. Visão marxista do direito como “superestrutura”.
  • Existe muita política na falsamente chamada ciência.
  • As cátedras universitárias também são contaminadas por vaidades e corporações em torno de interesses não acadêmicos.
  • Setores da sociedade são tomados como “aparelhos” (apparatchik) a serviço de um projeto político-ideológico e estratégico. Universidades. Centros acadêmicos. Movimento estudantil. Colegiados.
  • Conhecimento x poder.

Na teologia.
  • Liberalismo Teológico. Teologia da Libertação. Teologia da Missão Integral. Teologia Negra. Teologia Feminina.
  • Teologias “de esquerda”.
  • Perigos em seminários e faculdade de teologia.
Cosmovisão.
  • Weltanschauung.
  • Cosmovisão (crenças, valores, princípios, medos, preconceitos, superstições, tradições, costumes, senso comum, educação familiar, cultura, religião, leituras, educação formal).

Modernismo e Pós-modernidade.
Racionalismo x relativismo.
Antropocentrismo (humanismo) x subjetivismo.
Busca de certezas x exaltação da dúvida.
Ideal de um futuro promissor x hedonismo.
Aversão à religião x religiosidade sem religião.
Individualismo x pluralismo.
Cientificismo x pragmatismo.
Valores civilizacionais x multiculturalismo.




Qual deve ser o perfil do cristão no debate público?
  • Saber que existe verdade absoluta.
  • Ter a Bíblia como parâmetro.
  • Ter convicções sólidas.
  • Não tentar conciliar a Bíblia com “achados” científicos.
  • Saber que tolerância não é anuência.
  • Conhecer as diferentes cosmovisões.
  • Demonstrar dedicação e seriedade em tudo o que faz.
  • Saber que entusiasmo não é suficiente.
  • Pesquisar uma bibliografia teologicamente ortodoxa, politicamente conservadora e moralmente saudável.

Mais:
  • II Co 10.4,5.
  • Até os animais podem ter dúvidas intelectuais primitivas. Mas somente o Homem possui entendimento (cf. John Stott).
  • A ideologia do “não julgueis”.
  • A Queda e a árvore ética.
*Preparei este esboço para me orientar no evento Ciência x Religião, organizado pelo Departamento de Adolescentes da Assembleia de Deus de Salvador (DEPAD/ADESAL), ocorrido na Assembleia de Deus na Paralela, no dia 12 de agosto de 2016, à noite. Não falei tudo isso, mas uma boa parte.




Nenhum comentário:

Fale comigo!

Gostaria de estabelecer contato com você. Talvez pensemos a respeito dos mesmos assuntos, e o diálogo é sempre bem-vindo e mais que necessário. Meu e-mail é alexesteves.rocha@gmail.com. Você poderá fazer sugestões de artigos, dar idéias para o formato do blog, tecer alguma crítica ou questionamento. Fique à vontade. Embora o blog seja uma coisa pessoal por natureza, gostaria de usar este espaço para conhecer um pouco de quem está do outro lado. Um abraço.

Para pensar:

Um dos terríveis problemas da Igreja evangélica brasileira é a falta de conhecimento da Bíblia como um sistema coerente de princípios, promessas e relatos que apontam para Cristo como Criador, Sustentador e Salvador. Em vez disso, prega-se um "jesus" diminuído, porque criado à imagem de seus idealizadores, e que faz uso de textos bíblicos isolados, como se fossem amuletos, peças mágicas a serem usadas ao bel-talante do indivíduo.

Arquivo do blog

Bases de Fé

Creio:
Em um só Deus e na Trindade.
Na inspiração verbal da Bíblia Sagrada, única regra infalível de fé normativa para a vida e o caráter cristão.
Na concepção virginal de Jesus, em sua morte vicária e expiatória, em sua ressurreição corporal e sua ascensão aos céus.
Na pecaminosidade do homem, e que somente o arrependimento e a fé na obra expiatória e redentora de Jesus Cristo é que pode salvá-lo.
Na necessidade absoluta do novo nascimento pela fé em Cristo e pelo poder atuante do Espírito Santo e da Palavra de Deus, para tornar o homem digno do Reino dos Céus.
No perdão dos pecados, na salvação presente e perfeita e na eterna justificação da alma recebidos gratuitamente de Deus pela fé no sacrifício efetuado por Jesus Cristo em nosso favor.
No batismo bíblico em águas, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, conforme determinou o Senhor Jesus Cristo.
Na necessidade e na possibilidade que temos de viver vida santa mediante a obra expiatória e redentora de Jesus, através do poder do Espírito Santo.
No batismo bíblico no Espírito Santo que nos é dado por Deus mediante a intercessão de Cristo.
Na atualidade dos dons espirituais distribuídos pelo Espírito Santo à Igreja para sua edificação, conforme a sua soberana vontade.
Na Segunda Vinda de Cristo.
Que todos os cristãos comparecerão ante o Tribunal de Cristo.
No juízo vindouro que recompensará os fiéis e condenará os infiéis.
E na vida eterna para os fiéis e morte eterna para os infiéis.