quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Cadê a fúria dos estudantes do Brasil? Ou, Lula deve ser mesmo inimputável

Desde criança, ouvia minha mãe cantarolar: "Estudante do Brasil/sua missão é a maior missão/batalhar pela verdade/impor a tua geração". Creio que ela cantava os dois últimos versos de maneira diferente, mas a canção era essa. Lembrei disso para dizer que não sei onde se refugiou a fúria dos estudantes brasileiros, aqueles bravos que um dia saíram às ruas, em 1992, para gritar Fora Collor (eu estava lá, sem cara pintada, mas ao mesmo som de Alegria, Alegria), ou que protestavam contra a ditadura militar de 1964 a 1985. Cadê os meninos? Cadê aquele sentimento combativo - que não raro exagera?
Ora, acabo de ver e ouvir o presidente Lula dizer que "o ENEM foi um sucesso absoluto". Essa frase não é um insulto a todos os estudantes brasileiros, ou aos estudantes secundaristas, ou, ao menos, aos estudantes que fizeram o ENEM? Sucesso absoluto? Meu Deus!!!
Mas Lula pode tudo. Como diz o brilhante Reinaldo Azevedo, Lula deve ser inimputável. Nada pega nele, nada acontece com ele. Lula fala as coisas mais absurdas e ninguém o critica seriamente, não há uma ação civil ou penal para chamá-lo à consciência. É claro que estou excluindo as indolores multas eleitorais...A Oposição no Brasil está sofrível, fraquíssima, as instituições têm sido vilipendiadas todos os dias, a máquina pública foi usada flagrantemente em favor de uma candidata sem nome, e nada acontece a esse senhor! Em que país estamos?Ah, sei, Renato Russo já perguntou mais ou menos isso.
Tomo a liberdade de mais uma vez citar Reinaldo Azevedo, pois concordo com ele e pensei a mesma coisa: e se, em vez do Governo Lula, tivéssemos o Governo FHC, Serra ou Alckmin? O que os petistas estariam fazendo? O que a UNE estaria fazendo? O que haveria nas ruas? Qual balbúrdia não se teria instalado, e quantas teorias conspiratórias não teriam sido forjadas, incluindo críticas generalizadas ao próprio Exame?
Não precisamos de balbúrdia. Precisamos de questionamento, crítica, independência, combatividade. O PSDB perdeu a eleição quando se escusou de aprender o que significa fazer oposição e mobilizar as massas. E que se entenda o que eu escrevo, pois os petistas gostam de confundir: quando são os petistas a criticar, é direito de participação popular; quando são grupos adversários, é golpe. Defendo apenas o exercício da democracia.
Junte-se as bobagens do ENEM ao caso do Banco PanAmericano e temos dois exemplos claros do que é esse Governo. E o problema do ENEM já é de reiteração, de falta de demissão, de incompetência, de quebra do princípio administrativo da eficiência.
Cadê o pessoal bem informado? Onde estão meus diletos amigos, colegas, companheiros de época, de formação e de letras? Por que esse senhor Lula diz o que quer, faz o que quer, provoca como lhe apraz, e ninguém o chama à responsabilidade?



Serviço: o hino referido chama-se Estudante do Brasil, com letra de P. Barbosa e A. Taranto, e música de Raul Roulien. Segue:



Estudante do Brasil!

Tua missão é a maior missão:

Batalhar pela verdade,

Impor a tua geração!


Estribilho

Marchar, marchar para a frente!

Lutar incessantemente!

A vida iluminar, Idéias avançar!


E, assim, tornar bem maior,

Com todo ardor juvenil:

A Raça, o Ouro, o esplendor

Do nosso imenso Brasil!


Estudante do Brasil,

Orgulho da Nação, tu hás de ser!

O Brasil almeja, ansioso,

Que cumpras sempre o teu dever.
 
(Fonte: http://ezequiaslosso.blogspot.com/2008/02/hino-do-estudante-do-brasil.html)

2 comentários:

Anônimo disse...

Gostei. Acredito que um grande número de pessoas gostaria de concordar com você, mas, tem medo de deixar um comentário. Vejo que a fogueira não é para Lula. Já tem muita gente na fogueira com a boca fechada. A maioria são esteios dos jovens de agora e ainda financia a vida e os estudos dos seus filhos que ainda não tem renda. Eles vão partir com os olhos aberto como que perguntando: Por quê?

João Armando disse...

E por que se surpreender com isso? Recentemente o mesmo Lulinha defendeu a compra, pela CEF, do podre banco Panamericano (do Sílvio Santos). Afinal, teriam sido dados pareceres onde nada havia contra a medida...

Fale comigo!

Gostaria de estabelecer contato com você. Talvez pensemos a respeito dos mesmos assuntos, e o diálogo é sempre bem-vindo e mais que necessário. Meu e-mail é alexesteves.rocha@gmail.com. Você poderá fazer sugestões de artigos, dar idéias para o formato do blog, tecer alguma crítica ou questionamento. Fique à vontade. Embora o blog seja uma coisa pessoal por natureza, gostaria de usar este espaço para conhecer um pouco de quem está do outro lado. Um abraço.

Para pensar:

Um dos terríveis problemas da Igreja evangélica brasileira é a falta de conhecimento da Bíblia como um sistema coerente de princípios, promessas e relatos que apontam para Cristo como Criador, Sustentador e Salvador. Em vez disso, prega-se um "jesus" diminuído, porque criado à imagem de seus idealizadores, e que faz uso de textos bíblicos isolados, como se fossem amuletos, peças mágicas a serem usadas ao bel-talante do indivíduo.

Arquivo do blog

Bases de Fé

Creio:
Em um só Deus e na Trindade.
Na inspiração verbal da Bíblia Sagrada, única regra infalível de fé normativa para a vida e o caráter cristão.
Na concepção virginal de Jesus, em sua morte vicária e expiatória, em sua ressurreição corporal e sua ascensão aos céus.
Na pecaminosidade do homem, e que somente o arrependimento e a fé na obra expiatória e redentora de Jesus Cristo é que pode salvá-lo.
Na necessidade absoluta do novo nascimento pela fé em Cristo e pelo poder atuante do Espírito Santo e da Palavra de Deus, para tornar o homem digno do Reino dos Céus.
No perdão dos pecados, na salvação presente e perfeita e na eterna justificação da alma recebidos gratuitamente de Deus pela fé no sacrifício efetuado por Jesus Cristo em nosso favor.
No batismo bíblico em águas, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, conforme determinou o Senhor Jesus Cristo.
Na necessidade e na possibilidade que temos de viver vida santa mediante a obra expiatória e redentora de Jesus, através do poder do Espírito Santo.
No batismo bíblico no Espírito Santo que nos é dado por Deus mediante a intercessão de Cristo.
Na atualidade dos dons espirituais distribuídos pelo Espírito Santo à Igreja para sua edificação, conforme a sua soberana vontade.
Na Segunda Vinda de Cristo.
Que todos os cristãos comparecerão ante o Tribunal de Cristo.
No juízo vindouro que recompensará os fiéis e condenará os infiéis.
E na vida eterna para os fiéis e morte eterna para os infiéis.