quinta-feira, 14 de maio de 2015

Breve análise do credo da Igreja Universal do Reino de Deus

Segue uma breve e singela análise do "Em que cremos" divulgado no site da Folha Universal, órgão oficial da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD). O credo é redigido em bom Português, mas sem tocar em aspectos importantes, como Igreja, dons espirituais, Céu e Inferno, anjos e demônios. 
Os trechos do credo vão em vermelho, e minha análise, em azul:
Há quase 4 décadas, a Universal expressa a sua fé e crença no Deus vivo. Com base na Bíblia, ela revela o poder que o Pai, o Filho e o Espírito Santo têm em transformar e salvar vidas.
A Universal não se baseia na Bíblia, mas nas ideias do autoproclamado bispo Edir Macedo. Se ela se baseasse na Bíblia, não ensinaria a Teologia da Prosperidade nem adentraria ao Movimento Judaizante. E se Edir Macedo fosse bíblico não defenderia o aborto.
Após a criação dos seres humanos, Deus-Pai foi o Primeiro a se manifestar ao homem, ensinando-lhe como seguir e obedecer às Suas doutrinas. Esses ensinamentos foram seguidos por Abraão, Isaque, Jacó e tantos outros heróis da fé.
Infelizmente, o homem deixou que o pecado corrompesse suas atitudes. Assim, muitos se desviaram do caminho certo e passaram a seguir as trilhas do seu próprio coração. Mas Deus, na Sua infinita graça e manifestação de amor à humanidade, enviou Seu Único Filho para trazer a Lei e cumprir os Mandamentos Divinos.
O homem não apenas "deixou que o pecado corrompesse suas atitudes" - ele se corrompeu inteiramente. 
Não foram "muitos" que se desviaram do caminho certo, mas "todos" (Rm 3.23). 
Quem trouxe a Lei não foi o Filho, mas Moisés, que a recebeu do SENHOR no Monte Sinai.
O Senhor Jesus Cristo, o Deus-Filho, foi o Segundo a Se manifestar ao homem. Quando veio ao mundo, Ele sofreu, foi crucificado, morto e sepultado, mas ao terceiro dia ressuscitou. Desta feita, garantiu a Salvação ao homem e a libertação deste de todos os sofrimentos.
Jesus não garantiu a libertação "de todos os sofrimentos". Isso é ensino da Teologia da Prosperidade.
O Deus-Espírito Santo foi o Terceiro a se manifestar para a humanidade. Sua revelação é feita no coração. Assim, pode convencer o homem de seus pecados, mostrando, por meio da consciência, que uma pessoa pode errar, mas se houver um sincero arrependimento, Deus a perdoará.
"Errar" é eufemismo para "pecar".
Desde o início, a Santíssima Trindade age com poder e sabedoria, e até os dias atuais revela a Sua vontade por intermédio da Bíblia, que foi escrita por homens divinamente inspirados, como mostra 2 Timóteo 3.16-17: "Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra."
Mas o homem ou a mulher que tem a sua vida nas mãos de Deus só pode realizar a boa Obra quando se arrepende de seus pecados. E isso se dá por meio do batismo nas águas, realizado por imersão. Ali é sepultada a natureza humana, isto é, o pecado, e nasce uma nova pessoa, disposta a realizar a vontade de Deus na Terra.
O arrependimento não se dá por meio do batismo nas águas. O batismo é símbolo do arrependimento que já ocorreu. 
Batismo com o Espírito Santo
O batismo com o Espírito de Deus é um ato de graça e é realizado pelo próprio Senhor Jesus em todos aqueles que desejam ser purificados e também andar em santidade. Por isso, a Universal fundamenta a sua fé e crença exclusivamente na Palavra de Deus, na Bíblia Sagrada.
Neste ponto a Universal se distancia do pentecostalismo, segundo o qual o batismo com o Espírito Santo consiste em revestimento de poder evidenciado pela glossolalia.
Santa Ceia
Entre os eventos, a Santa Ceia é a cerimônia mais importante. Ela não representa apenas um símbolo da participação do corpo e do sangue do Senhor, e sim o fortalecimento da Igreja física e espiritual. Além disso, serve para uma renovação dos votos de aliança com Deus.
A Ceia iguala-se ao batismo nas águas em importância.
Dízimos e ofertas
A Universal também crê que os dízimos e as ofertas são tão sagrados quanto a Palavra de Deus. Os dízimos significam fidelidade, e as ofertas, o amor do servo para com o seu Senhor. Todos os que servem a Deus têm o direito a uma vida abundante. É o que o Senhor Jesus afirma no livro de João 10.10: “... Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância.” 
Reparem no absurdo: a Universal coloca dízimos e ofertas em paridade com a Palavra de Deus! A Igreja Católica equiparou a Bíblia à sua Tradição, mas a Universal, ainda mais ousada, equipara a Bíblia a dízimos e ofertas. É um verdadeiro acinte! O objetivo é pressionar as pessoas à contribuição financeira.
Para a Universal, o texto de Jo 10.10 sugere uma vida materialmente abundante, quando o texto se refere a plenitude espiritual, vida plena, qualidade de vida com Deus!
Enfim, a crença é que todos devem ter um relacionamento permanente com o Senhor Jesus pela fé e assim conquistar a vida eterna, a qual Ele prometeu a todos os que perseverarem até o fim."Ao vencedor, dar-lhe-ei sentar-se Comigo no Meu trono, assim como também Eu venci e Me sentei com Meu Pai no Seu trono.” Apocalipse 3.21
 A Universal é um fenômeno intrigante e tipicamente brasileiro, que deverá ser estudado por décadas.

Nenhum comentário:

Fale comigo!

Gostaria de estabelecer contato com você. Talvez pensemos a respeito dos mesmos assuntos, e o diálogo é sempre bem-vindo e mais que necessário. Meu e-mail é alexesteves.rocha@gmail.com. Você poderá fazer sugestões de artigos, dar idéias para o formato do blog, tecer alguma crítica ou questionamento. Fique à vontade. Embora o blog seja uma coisa pessoal por natureza, gostaria de usar este espaço para conhecer um pouco de quem está do outro lado. Um abraço.

Para pensar:

Um dos terríveis problemas da Igreja evangélica brasileira é a falta de conhecimento da Bíblia como um sistema coerente de princípios, promessas e relatos que apontam para Cristo como Criador, Sustentador e Salvador. Em vez disso, prega-se um "jesus" diminuído, porque criado à imagem de seus idealizadores, e que faz uso de textos bíblicos isolados, como se fossem amuletos, peças mágicas a serem usadas ao bel-talante do indivíduo.

Arquivo do blog

Bases de Fé

Creio:
Em um só Deus e na Trindade.
Na inspiração verbal da Bíblia Sagrada, única regra infalível de fé normativa para a vida e o caráter cristão.
Na concepção virginal de Jesus, em sua morte vicária e expiatória, em sua ressurreição corporal e sua ascensão aos céus.
Na pecaminosidade do homem, e que somente o arrependimento e a fé na obra expiatória e redentora de Jesus Cristo é que pode salvá-lo.
Na necessidade absoluta do novo nascimento pela fé em Cristo e pelo poder atuante do Espírito Santo e da Palavra de Deus, para tornar o homem digno do Reino dos Céus.
No perdão dos pecados, na salvação presente e perfeita e na eterna justificação da alma recebidos gratuitamente de Deus pela fé no sacrifício efetuado por Jesus Cristo em nosso favor.
No batismo bíblico em águas, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, conforme determinou o Senhor Jesus Cristo.
Na necessidade e na possibilidade que temos de viver vida santa mediante a obra expiatória e redentora de Jesus, através do poder do Espírito Santo.
No batismo bíblico no Espírito Santo que nos é dado por Deus mediante a intercessão de Cristo.
Na atualidade dos dons espirituais distribuídos pelo Espírito Santo à Igreja para sua edificação, conforme a sua soberana vontade.
Na Segunda Vinda de Cristo.
Que todos os cristãos comparecerão ante o Tribunal de Cristo.
No juízo vindouro que recompensará os fiéis e condenará os infiéis.
E na vida eterna para os fiéis e morte eterna para os infiéis.