sábado, 2 de outubro de 2010

E a democracia cristã?

Hoje fiz uma breve pesquisa na internet sobre a democracia cristã, lembrada no famoso jingle "Ey-Ey-Eymael, um democrata cristão". Descobri muitas coisas interessantes, que o pequeno tempo de propaganda do PSDC (Partido Social Democrata Cristão) não consegue mostrar. Como a pesquisa se deu a partir da Wikipedia, pode conter incorreções, mas dá notícia do que seja o movimento. Também li alguma coisa do site do partido do Eymael.
Pelo que li, a democracia cristã é uma corrente política nascida na França e na Alemanha, que depois se espalhou pela Europa e pela América Latina. A Alemanha e a Itália já tiveram estadistas democratas cristãos: Konrad Adenauer, Helmut Kohl e Angela Merkel, na Alemanha, e Alcide De Gasperi, primeiro-ministro italiano. Vicente Fox, presidente do México, também é exemplo de democrata cristão, assim como o ex-presidente do Chile Eduardo Frei Montalva.
A democracia cristã teria surgido como reação à política de intolerância religiosa, com uma pregação de separação entre Igreja e Estado. Nos países protestantes, a resistência foi católica; nos católicos, a resistência foi protestante. Muito de sua filosofia política estaria baseada em Encíclicas Papais como a Rerum Novarum, de Leão XIII. Pelo que estudei quando pesquisava a função social da propriedade - com bolsa do CNPq -, algumas Encíclicas Papais foram muito importantes na área de justiça social.
Um dos mais proeminentes democratas cristãos foi o teólogo e estadista holandês Abraham Kuyper.
Os democratas cristãos têm sua Internacional Democrata Cristã ou Internacional Democrata Centrista, assim como os esquerdistas têm a Internacional Socialista ou o Foro de São Paulo. Nos diversos países, os partidos podem divergir em determinados assuntos, e até adotar variações denominacionais. Há democratas cristãos no Parlamento da União Europeia.
A democracia cristã discorda da eutanásia, do aborto e da união civil de pessoas do mesmo sexo; defende valores da moral cristã e uma economia social de mercado, pregando contra o comunismo e contra o capitalismo desumanizado. Alinha-se com o liberalismo econômico, mas também com o pensamento social-católico. É considerada uma ideologia de direita, pois contraria o socialismo, advoga políticas de reformismo social e combate ícones sociais da esquerda, especialmente no campo moral, como os acima mencionados.
Descobri, ainda, que o jurista Cerarino Júnior foi um dos ilustres democratas cristãos brasileiros, e que até mesmo Jânio Quadros foi democrata cristão, para minha surpresa. E não posso esquecer do hoje candidato Plínio de Arruda Sampaio, a quem Dilma "acusou" de ter vindo da direita.
O Partido Democrata Cristão (PDC) surgiu em 1945, foi cassado, como todos os demais, em 1965, e somente em 1985, com a redemocratização, pôde retornar, tendo José Maria Eymael como deputado constituinte, além de outros representantes eleitos. Houve em 1993 uma fusão com o PDS (Partido Democrata Social, antiga ARENA), formando o PPR (Partido Popular Reformador), que depois veio a ser o PPB (Partido Progressista Brasileiro) e que desde 2006 se chama PP (Partido Progressista).
José Maria Eymel, membro do PDC, teria fundado o PSDC em 1995 por discordar da fusão com o PDS.
Agora, por que comecei a procurar informações sobre a democracia cristã? Buscava partidos de direita, algo muito difícil hoje, pois ser de direita no Brasil, ao menos depois do regime de 1964-1985, parece pecado. Todo mundo quer ser de esquerda ou de centro, principalmente após o lulismo.
O curioso é que a democracia cristã, tão proclamada por Eymael, candidato à presidência, em sua musiquinha, é um movimento de elevadas proporções internacionais, mas que a juventude não conhece. Tudo bem, pode ser que hoje esteja um tanto fora de moda, mas o seu ideário, embora tenha surgido no mundo em período bem diferente, pode ser renovado sobre as mesmas bases: direitos humanos; liberdades fundamentais; Estado laico, mas não secularizado; combate ao aborto, eutanásia, casamento entre homossexuais; justiça social. Esses temas não deixam de existir nunca.
Alguém poderá considerar anacrônico o meu texto, ou imaginar que estou declarando voto no candidato do PSDC. Não é esse o meu propósito aqui. Como estamos em época eleitoral, meus pensamentos acabam ficando povoados de política, e procuro obter informações úteis.
Quem sabe a direita qualificada um dia não se fortalece no Brasil? Os da esquerda são fortes e organizados, têm gente boa lá dentro e propostas voltadas à igualdade. Todavia, não gosto de um pluralismo falso, em que todo mundo pensa parecido. Sem uma boa direita, sem uma direita de verdade, as esquerdas farão o que quiserem.



Fontes de pesquisa:



Nenhum comentário:

Fale comigo!

Gostaria de estabelecer contato com você. Talvez pensemos a respeito dos mesmos assuntos, e o diálogo é sempre bem-vindo e mais que necessário. Meu e-mail é alexesteves.rocha@gmail.com. Você poderá fazer sugestões de artigos, dar idéias para o formato do blog, tecer alguma crítica ou questionamento. Fique à vontade. Embora o blog seja uma coisa pessoal por natureza, gostaria de usar este espaço para conhecer um pouco de quem está do outro lado. Um abraço.

Para pensar:

Um dos terríveis problemas da Igreja evangélica brasileira é a falta de conhecimento da Bíblia como um sistema coerente de princípios, promessas e relatos que apontam para Cristo como Criador, Sustentador e Salvador. Em vez disso, prega-se um "jesus" diminuído, porque criado à imagem de seus idealizadores, e que faz uso de textos bíblicos isolados, como se fossem amuletos, peças mágicas a serem usadas ao bel-talante do indivíduo.

Arquivo do blog

Bases de Fé

Creio:
Em um só Deus e na Trindade.
Na inspiração verbal da Bíblia Sagrada, única regra infalível de fé normativa para a vida e o caráter cristão.
Na concepção virginal de Jesus, em sua morte vicária e expiatória, em sua ressurreição corporal e sua ascensão aos céus.
Na pecaminosidade do homem, e que somente o arrependimento e a fé na obra expiatória e redentora de Jesus Cristo é que pode salvá-lo.
Na necessidade absoluta do novo nascimento pela fé em Cristo e pelo poder atuante do Espírito Santo e da Palavra de Deus, para tornar o homem digno do Reino dos Céus.
No perdão dos pecados, na salvação presente e perfeita e na eterna justificação da alma recebidos gratuitamente de Deus pela fé no sacrifício efetuado por Jesus Cristo em nosso favor.
No batismo bíblico em águas, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, conforme determinou o Senhor Jesus Cristo.
Na necessidade e na possibilidade que temos de viver vida santa mediante a obra expiatória e redentora de Jesus, através do poder do Espírito Santo.
No batismo bíblico no Espírito Santo que nos é dado por Deus mediante a intercessão de Cristo.
Na atualidade dos dons espirituais distribuídos pelo Espírito Santo à Igreja para sua edificação, conforme a sua soberana vontade.
Na Segunda Vinda de Cristo.
Que todos os cristãos comparecerão ante o Tribunal de Cristo.
No juízo vindouro que recompensará os fiéis e condenará os infiéis.
E na vida eterna para os fiéis e morte eterna para os infiéis.