segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

De piadas prontas

O José Simão, com seu personagem "Macaco Simão", da Folha de São Paulo e do UOL, brinca com a sua tese de que o Brasil é "o país da piada pronta". Às vezes a gente depara com situações em que essa tese parece se confirmar.
Certo dia, num supermercado, eu e minha esposa vimos o seguinte livro à venda: A Felicidade Conjugal seguido de O Diabo (Editora L&PM Pocket). É um livro com duas obras do escritor russo León Tolstói (1828-1910), autor de Guerra e Paz, trazendo A Felicidade Conjugal e O Diabo. Mas ficou estranho - felicidade conjugal seguida do Diabo? Nem mesmo a questão da concordância nominal (felicidade/seguido) impede essa observação imediata, devido ao que se diz dos casamentos infelizes, em que Deus não tem a primazia.
Referida editora ainda tem: O coronel Chabert seguido de A mulher abandonada (Balzac) - a mulher devia estar abandonada mesmo! Enquanto há a felicidade conjugal seguida pelo Diabo, há um coronel seguido por uma mulher abandonada...
Para muitos, pode ser assim mesmo: vem a felicidade dos enamorados seguida pelos problemas da rotina considerada chata, da perda do amor ou da quebra de confiança, coisas nada parecidas com as declarações iniciais dos nubentes.
Mas não foi só isso. Ontem à noite, pesquisando em sites de editoras, vi o título Como conviver bem com as pressões esgotado. Estava escrito assim mesmo, pois não havia nenhuma pontuação entre "pressões" e "esgotado". Na verdade, a obra, publicada pela Editora Betânia e de autoria de Richard A. Swenson, chama-se Como conviver com as pressões, e o "esgotado" quer dizer que a obra não tem mais exemplares à venda. Mas, do jeito que estava escrito, ficou engraçado - como conviver bem com as pressões se a pessoa está esgotada?
Dessa forma, seja num título bem escrito, porém pego pelas coincidências, seja por um pequeno e nada importante detalhe de ortografia num portal na internet, as coisas ficam engraçadas.
Sei lá, creio que eu e minha esposa somos muito observadores. Talvez haja muito mais piadas prontas do que imaginamos, a depender de quem olha e da área de interesse de cada um.
Não sei como concluir essa postagem. Está aí outra piada pronta: o camarada reúne duas informações e não sabe como arrematar o artigo...Mas o pior seria eu inventar aqui uma conclusão só para justificar a postagem, e, sinceramente, eu quis apenas referir essas coisas curiosas que vi.
Fica sem conclusão mesmo.

Nenhum comentário:

Fale comigo!

Gostaria de estabelecer contato com você. Talvez pensemos a respeito dos mesmos assuntos, e o diálogo é sempre bem-vindo e mais que necessário. Meu e-mail é alexesteves.rocha@gmail.com. Você poderá fazer sugestões de artigos, dar idéias para o formato do blog, tecer alguma crítica ou questionamento. Fique à vontade. Embora o blog seja uma coisa pessoal por natureza, gostaria de usar este espaço para conhecer um pouco de quem está do outro lado. Um abraço.

Para pensar:

Um dos terríveis problemas da Igreja evangélica brasileira é a falta de conhecimento da Bíblia como um sistema coerente de princípios, promessas e relatos que apontam para Cristo como Criador, Sustentador e Salvador. Em vez disso, prega-se um "jesus" diminuído, porque criado à imagem de seus idealizadores, e que faz uso de textos bíblicos isolados, como se fossem amuletos, peças mágicas a serem usadas ao bel-talante do indivíduo.

Arquivo do blog

Bases de Fé

Creio:
Em um só Deus e na Trindade.
Na inspiração verbal da Bíblia Sagrada, única regra infalível de fé normativa para a vida e o caráter cristão.
Na concepção virginal de Jesus, em sua morte vicária e expiatória, em sua ressurreição corporal e sua ascensão aos céus.
Na pecaminosidade do homem, e que somente o arrependimento e a fé na obra expiatória e redentora de Jesus Cristo é que pode salvá-lo.
Na necessidade absoluta do novo nascimento pela fé em Cristo e pelo poder atuante do Espírito Santo e da Palavra de Deus, para tornar o homem digno do Reino dos Céus.
No perdão dos pecados, na salvação presente e perfeita e na eterna justificação da alma recebidos gratuitamente de Deus pela fé no sacrifício efetuado por Jesus Cristo em nosso favor.
No batismo bíblico em águas, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, conforme determinou o Senhor Jesus Cristo.
Na necessidade e na possibilidade que temos de viver vida santa mediante a obra expiatória e redentora de Jesus, através do poder do Espírito Santo.
No batismo bíblico no Espírito Santo que nos é dado por Deus mediante a intercessão de Cristo.
Na atualidade dos dons espirituais distribuídos pelo Espírito Santo à Igreja para sua edificação, conforme a sua soberana vontade.
Na Segunda Vinda de Cristo.
Que todos os cristãos comparecerão ante o Tribunal de Cristo.
No juízo vindouro que recompensará os fiéis e condenará os infiéis.
E na vida eterna para os fiéis e morte eterna para os infiéis.