terça-feira, 1 de dezembro de 2009

"A propina de cada dia nos dai hoje"

O escândalo da quadrilha instalada no Governo do Distrito Federal, sacudido pela Operação "Caixa de Pandora", da Polícia Federal, traz a cada dia novas revelações e vídeos de pagamento de propina a políticos e empresários, uns mais estarrecedores que os outros: dinheiro no bolso, na bolsa, na meia, na cueca, e, novidade das novidades, oração de agradecimento a Deus pela propina recebida...!
Aparecem num dos vídeos o presidente da Câmara Legislativa do DF, LEONARDO PRUDENTE, o então Secretário de Relações Institucionais DURVAL BARBOSA - delator do esquema - e o Corregedor (!) da Câmara, RUBENS CÉSAR BRUNELLI, fazendo uma oração a Deus, nos seguintes termos:

“Pai, eu quero te agradecer por estarmos aqui. Sabemos que nós somos falhos, somos imperfeitos” (...) “Precisamos dessa tua cobertura, dessa tua graça, da tua sabedoria, de pessoas que tenham, senhor, armas para nos ajudar nessa guerra e, acima de tudo, todas as armas podem ser falhas, todos os planejamentos podem falhar, mas o senhor nunca falha”.

Os três oram depois de repartirem a propina. A oração foi conduzida pelo deputado BRUNELLI, que, como vimos acima, pede a "cobertura" de Deus...
Que negócio é esse? Cobertura? Para esse tipo de coisa Deus não oferece nenhum tipo de cobertura.
Por sua vez, a deputada distrital EURIDES BRITTO, que aparece em outro vídeo colocando dinheiro na bolsa, defende-se agora dizendo que o vídeo foi deturpado, e cita até um versículo, contido no Sl 37.5 ("Entrega o teu caminho ao SENHOR, confia n'Ele e Ele tudo fará"). Não, minha senhora! Deus não fará nada em benefício do erro.
Como disse minha esposa, esses senhores esqueceram de que o bom é imitar Zaqueu depois de seu encontro com Jesus, e não antes (quando era um corrupto cobrador de impostos que defraudava seus compatrícios para enriquecer seu patrimônio pessoal - Lc 19.1-10).
Já foi um absurdo ver aquele ladrão, creio que nos EE.UU., agachando-se para orar com a funcionária que ficara nervosa com o assalto. Isso ocorreu há não muito tempo.
Havia também aquele personagem de DIAS GOMES, o ZECA DIABO, que, curiosamente, rezava ao "MEU PADIM PADE CIÇO" depois de cometer assassinatos - pois era matador de aluguel. Não é que "a vida imita a arte"?
Lembro, ainda, do britânico que foi condenado com a ajuda de uma prova definitiva: sua oração de confissão a Deus, desacompanhada de entrega espontânea à Justiça, foi gravada pelos policiais. Escrevi sobre isso aqui no blog.
Se a CNBB surge para se indignar, não o faz sem razão. É motivo para indignação de todos os que são religiosos e de todos os que não o são. Orar para agradecer pela propina nossa de cada dia é o fim do mundo.
Mas não posso, e não vou, ficar apenas na resenha jornalística. Meu ofício é outro: relacionar isso tudo com o triste posicionamento da Igreja que se diz evangélica hoje no Brasil (sim, aquela oração dos nobres políticos tinha jeito de "evangélica", o que se evidencia por coisas como o pedido de "cobertura", invenção mais moderna que se infiltrou nos meandros evangélicos, ainda que sem base bíblica).
É natural que pessoas se aproveitem de um evangelho descaracterizado, de um evangelho sem ética, de um evangelho distorcido, de um evangelho em que o conceito de Graça não é correto. Graça é a disposição divina de perdoar pecados confessados, não o passar a mão pela cabeça de corruptos inveterados. Deus é tão Justo quanto Amoroso. O amor e a justiça se encontraram em pé de igualdade na Cruz, e foi por isso que Jesus morreu. Toda vez que alguém peca deliberadamente, é porque está mais uma vez lançando Jesus na Cruz. E, como diz o autor da Epístola aos Hebreus, já não há sacrifício pelos pecados.
É uma vergonha que alguém tenha a coragem de orar a Deus agradecendo pelo pecado cometido. Mas, veja só eventual leitor (a), é chegado o fim de todas as coisas.













Nenhum comentário:

Fale comigo!

Gostaria de estabelecer contato com você. Talvez pensemos a respeito dos mesmos assuntos, e o diálogo é sempre bem-vindo e mais que necessário. Meu e-mail é alexesteves.rocha@gmail.com. Você poderá fazer sugestões de artigos, dar idéias para o formato do blog, tecer alguma crítica ou questionamento. Fique à vontade. Embora o blog seja uma coisa pessoal por natureza, gostaria de usar este espaço para conhecer um pouco de quem está do outro lado. Um abraço.

Para pensar:

Um dos terríveis problemas da Igreja evangélica brasileira é a falta de conhecimento da Bíblia como um sistema coerente de princípios, promessas e relatos que apontam para Cristo como Criador, Sustentador e Salvador. Em vez disso, prega-se um "jesus" diminuído, porque criado à imagem de seus idealizadores, e que faz uso de textos bíblicos isolados, como se fossem amuletos, peças mágicas a serem usadas ao bel-talante do indivíduo.

Arquivo do blog

Bases de Fé

Creio:
Em um só Deus e na Trindade.
Na inspiração verbal da Bíblia Sagrada, única regra infalível de fé normativa para a vida e o caráter cristão.
Na concepção virginal de Jesus, em sua morte vicária e expiatória, em sua ressurreição corporal e sua ascensão aos céus.
Na pecaminosidade do homem, e que somente o arrependimento e a fé na obra expiatória e redentora de Jesus Cristo é que pode salvá-lo.
Na necessidade absoluta do novo nascimento pela fé em Cristo e pelo poder atuante do Espírito Santo e da Palavra de Deus, para tornar o homem digno do Reino dos Céus.
No perdão dos pecados, na salvação presente e perfeita e na eterna justificação da alma recebidos gratuitamente de Deus pela fé no sacrifício efetuado por Jesus Cristo em nosso favor.
No batismo bíblico em águas, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, conforme determinou o Senhor Jesus Cristo.
Na necessidade e na possibilidade que temos de viver vida santa mediante a obra expiatória e redentora de Jesus, através do poder do Espírito Santo.
No batismo bíblico no Espírito Santo que nos é dado por Deus mediante a intercessão de Cristo.
Na atualidade dos dons espirituais distribuídos pelo Espírito Santo à Igreja para sua edificação, conforme a sua soberana vontade.
Na Segunda Vinda de Cristo.
Que todos os cristãos comparecerão ante o Tribunal de Cristo.
No juízo vindouro que recompensará os fiéis e condenará os infiéis.
E na vida eterna para os fiéis e morte eterna para os infiéis.