quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Quem era a mulher de Caim?

Em seu livro Erros que os pregadores devem evitar (veja a postagem anterior), precisamente à pp. 91/92 da 8ª edição (Rio de Janeiro: CPAD, 2006), o Pr. Ciro Sanches Zibordi deixa algumas perguntas ao leitor, como exercício de hermenêutica. Que bom! Façamos o exercício, ou melhor, tentemos fazê-lo.
A primeira questão é a seguinte: "quem era a mulher de Caim"? Afinal, com quem ele se casou, se até então o Livro de Gênesis trata apenas de quatro pessoas, a saber, Adão, Eva, Caim e Abel? Como resolver isso?
Estamos em Gn 4.16,17, bem no início da Bíblia.
(1) Observemos quatro diferentes traduções para o mesmo texto:
"E saiu Caim diante da face do SENHOR e habitou na terra de Node, da banda do oriente do Éden. E conheceu Caim a sua mulher, e ela concebeu e teve a Enoque; e ele edificou uma cidade e chamou o nome da cidade pelo nome de seu filho Enoque" (Almeida Revista e Corrigida ou ARC).
"Retirou-se Caim da presença do SENHOR e habitou na terra de Node, ao oriente do Éden. E coabitou Caim com sua mulher; ela concebeu e deu à luz a Enoque. Caim edificou uma cidade e lhe chamou Enoque, o nome de seu filho" (Almeida Revista e Atualizada ou ARA).
"Caim se retirou da presença de Iahweh e foi morar na terra de Nod, a leste de Éden. Caim conheceu sua mulher, que concebeu e deu à luz Henoc. Tornou-se um construtor de cidade e deu à cidade o nome de seu filho, Henoc" (Bíblia de Jerusalém ou BJ).
"Então Caim afastou-se da presença do Senhor e foi viver na terra de Node, a leste do Éden. Caim teve relações com sua mulher, e ela engravidou e deu à luz Enoque. Depois Caim fundou uma cidade, à qual deu o nome do seu filho Enoque" (Nova Versão Internacional ou NVI).*
Note-se que, enquanto a ARC e BJ usam o verbo "conheceu", dando a entender, para nossas mentes modernas, que Caim deparou com sua esposa na terra de Node, a ARA e a NVI usam expressões diferentes: "coabitou" (ARA) e "teve relações" (NVI), o que oferece a possibilidade de que Caim já era casado quando saiu peregrinando a partir do Éden.
O verbo "conhecer" é também empregado na ARC com o sentido de ter relações sexuais nas passagens de Gn 4.1 e 25, pelo menos (A Bíblia de Estudo Pentecostal tem uma nota acerca disso, para Gn 4.1).
Desse modo, não é que Caim tenha conhecido sua esposa numa terra chamada Node. O que ocorreu foi que ele teve relações com ela na terra por onde peregrinava, porque Node ou Nod significa justamente "peregrinação", segundo a Bíblia Anotada e a NVI, além da BJ, na edição de 2002, ligar esse nome ao caráter "errante" de Caim, conforme Gn 4.14.
Sendo assim, Caim deve ter saído do Éden com sua esposa, foi peregrinando, teve relações com ela, e não só formou uma família como fundou uma cidade.
(2) É necessário recorrermos a algumas informações técnicas:
Vejamos o que diz a Bíblia Anotada para Gn 4.17, quanto à mulher de Caim: "Obviamente uma filha de Adão (cf 5:4). Pode ter sido uma irmã, sobrinha ou até mesmo sobrinha-neta de Caim. Já que os sistemas genéticos de Adão e Eva não continham genes mutantes, tal casamento não seria perigoso então, como é em nossa época..." (São Paulo: Mundo Cristão, 1994).
O Novo Comentário da Bíblia anota o seguinte, sobre a frase "conheceu Caim a sua mulher": "Sua mulher era uma das filhas de Adão. Não há motivo para supor-se que Caim já não estivesse casado antes de cometer o assassinato; nem de supor-se que, presumindo que ainda não se tivesse casado, que ele ocasionalmente não retornasse ao seu antigo lar, no decurso de suas peregrinações, e não tivesse escolhido para si uma irmã como esposa, numa dessas ocasiões" (São Paulo: Vida Nova, 1963, V. I, p. 89).
E ainda a Bíblia de Estudo Pentecostal: "Adão e Eva tiveram outros filhos e filhas (5.4). Caim, portanto, deve ter se casado com uma de suas próprias irmãs. Semelhante relacionamento foi uma necessidade, no início. Posteriormente, devido à proliferação dos funestos efeitos da queda e os casamentos entre parentes multiplicarem as anomalias biológicas nos filhos, esse tipo de casamento foi proibido (Lv 18.6,9; 20.12,17-21; Dt 27.22,23)".
Ora, em algum momento, que não podemos precisar, Caim tomou uma de suas parentas como esposa.
(3) Olhemos ainda o contexto:
Em Gn 4.15, há um indício de que já existiam mais pessoas habitando a Terra, fora do Éden (?) ou de que isso poderia vir a ocorrer logo: "...E pôs o SENHOR um sinal em Caim para que não o ferisse de morte quem quer que o encontrasse". E o próprio Caim diz "quem comigo se encontrar me matará" (Gn 4.14).
Não pode haver dúvidas: havia ou haveria mais pessoas naquele momento, só não podemos precisar quando elas nasceram. Mas o certo é que vieram de Adão e Eva, os primeiros habitantes da Terra, criados por obra singular de Deus, sendo Adão considerado nosso ancestral comum (Gn 1.26,27; 2.7, 18-25; Lc 3.38; Rm 5.14; I Co 15.22, 45; I Tm 2.13). Os demais seres humanos nasceram por reprodução sexual, não pelo procedimento empregado ali.
Veja-se que em Gn 5.4 está escrito que, depois do nascimento de Sete, Adão e Eva tiveram "filhos e filhas". Certamente Caim se casou com uma dessas mulheres.
(4) Ainda sobre o contexto:
Devemos compreender também que naquela época o Ser Humano tinha uma expectativa de vida mais ampla do que a nossa. Adão viveu 930 anos (Gn 5.5), e tinha 130 anos de idade quando gerou Sete (Gn 5.3). Não precisamos entender diferente porque o texto é claro nesse sentido, o que pode ser explicado por condições ambientais distintas do que temos hoje, tendo em vista as conseqüências do pecado.
(5) Conclusão:
Considerando todos esses elementos, minha conclusão é que a esposa de Caim era descendente de Adão e Eva, não sei em que parentesco; a terra de Node é na verdade a terra pela qual Caim andou errante; circunstâncias biológicas podem explicar tanto a reprodução normal entre parentes como o maior tempo de vida desses nossos distantes ancestrais.
*Os grifos são meus.
** Quando não citei a tradução foi porque usei a ARA.




10 comentários:

Hèlio disse...

Foi o melhor comentário até agora com referencia a Caim, pois esta é a duvida de muitos
Paz do Senhor

Marlene disse...

Creio que esse comentário é o certo,pois é o mesmo que eu cito quando então questionada,obrigada por tirar as minhas dúvidas,pois só o espirito Santo pode nos revelar coisas dessa magnitude.

Anônimo disse...

muito bom comentário. Estive fazendo umas contas. Se considerarmos que uma pessoa viva 70 anos e gere três filhos e cada filho três filhos, essa pessoa terá ao final dos seus 70 anos três filhos e nove netos, e se cada neto gerar três filhos assim serão 27 tataranetos. Seguindo este raciocínio, em 980 anos que era a média de vida das pessoas no antigo testamento ao final seria somado 1.594.323 pessoas

ISAIAS ALMEIDA disse...

As veses fico me perguntando porque os Homens tem dificuldade de simplismente diser nõa sei;seria porcausa de um orgulho besta ou umma vaidade sordida?

No caso da mulher de caim em nem um momento a Biblia revela quem era essa ela,se a biblia não revela fica com a biblia,e tenha umildade de diser não sei!!!

http://isaias-almeida.blogspot.com/

pipoca disse...

Querido amigo Isaías Almeida se tudo que a Bíblia não nos revelar com clareza nós só pensarmos e dissermos não sei e não procurarmos saber pra que faremos um curso teológicos ou seminários? Pra que iremos ouvir pregadores se cada um tem uma interpretação? Melhor o senhor fazer como Salomão e pedir mais sabedoria.

Anônimo disse...

Valeu pela resposta!

Lenildo pedro disse...

Muito bom comentario irmão mostrou a verdadeira luz biblica, mostrando um raciocínio lógico e coêrente dos fatos.
E é incrivel como existam pessoas que ficam batendo cabeça com um assunto tão simples desses.

Nemuel Vilela disse...

Querido, que benção; que Deus continue te usando para trazer à nós ( que batemos cabeça) , pouco instruidos, palavras tão sabia. Meu msn nemuel.kesley@hotmail.com, orkut nemuel.kesley@gmail.com

Anônimo disse...

vendo assim , gostaria de saber Deus omitiu ou mentiu, afinal na biblia foi escrita por homens usado pelo esirito santo,então porque deixou isso sem esclarecimentos?

Anônimo disse...

irmão Isaías senhor está eqvocado, peça sabedoria pra Deus , leia Jeremias 33.3 que o senhor vai falar contigo, um abraço ANONIMO

Fale comigo!

Gostaria de estabelecer contato com você. Talvez pensemos a respeito dos mesmos assuntos, e o diálogo é sempre bem-vindo e mais que necessário. Meu e-mail é alexesteves.rocha@gmail.com. Você poderá fazer sugestões de artigos, dar idéias para o formato do blog, tecer alguma crítica ou questionamento. Fique à vontade. Embora o blog seja uma coisa pessoal por natureza, gostaria de usar este espaço para conhecer um pouco de quem está do outro lado. Um abraço.

Para pensar:

Um dos terríveis problemas da Igreja evangélica brasileira é a falta de conhecimento da Bíblia como um sistema coerente de princípios, promessas e relatos que apontam para Cristo como Criador, Sustentador e Salvador. Em vez disso, prega-se um "jesus" diminuído, porque criado à imagem de seus idealizadores, e que faz uso de textos bíblicos isolados, como se fossem amuletos, peças mágicas a serem usadas ao bel-talante do indivíduo.

Arquivo do blog

Bases de Fé

Creio:
Em um só Deus e na Trindade.
Na inspiração verbal da Bíblia Sagrada, única regra infalível de fé normativa para a vida e o caráter cristão.
Na concepção virginal de Jesus, em sua morte vicária e expiatória, em sua ressurreição corporal e sua ascensão aos céus.
Na pecaminosidade do homem, e que somente o arrependimento e a fé na obra expiatória e redentora de Jesus Cristo é que pode salvá-lo.
Na necessidade absoluta do novo nascimento pela fé em Cristo e pelo poder atuante do Espírito Santo e da Palavra de Deus, para tornar o homem digno do Reino dos Céus.
No perdão dos pecados, na salvação presente e perfeita e na eterna justificação da alma recebidos gratuitamente de Deus pela fé no sacrifício efetuado por Jesus Cristo em nosso favor.
No batismo bíblico em águas, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, conforme determinou o Senhor Jesus Cristo.
Na necessidade e na possibilidade que temos de viver vida santa mediante a obra expiatória e redentora de Jesus, através do poder do Espírito Santo.
No batismo bíblico no Espírito Santo que nos é dado por Deus mediante a intercessão de Cristo.
Na atualidade dos dons espirituais distribuídos pelo Espírito Santo à Igreja para sua edificação, conforme a sua soberana vontade.
Na Segunda Vinda de Cristo.
Que todos os cristãos comparecerão ante o Tribunal de Cristo.
No juízo vindouro que recompensará os fiéis e condenará os infiéis.
E na vida eterna para os fiéis e morte eterna para os infiéis.