sexta-feira, 3 de outubro de 2008

Há coisas que escrevo, mas que desejaria falar

Há coisas que escrevo porque não posso falar. Coisas que, se eu tivesse um microfone ou uma tribuna, sairiam de minha garganta como numa explosão. Às vezes, quando posso, quando sou convidado, exerço meu direito de dizer algumas verdades, aquelas verdades que muita gente gostaria de dizer se tivesse um microfone ou uma tribuna.
Basicamente tudo neste blog são ensaios. Seja em teologia, seja em crítica à Igreja brasileira, seja em política ou sociedade, quase tudo que escrevo é ensaio. Há alguns estudos bíblicos, alguns artigos um pouco mais técnicos, e até poemas e outros textos literários. Mas o que faço aqui é principalmente ensaiar.
Gostaria de ser um pesquisador teológico, mas ainda não posso fazê-lo, ou não me debrucei sobre isso. Uma pesquisa (monografia, dissertação, tese) requer metodologia científica, cronograma, revisão bibliográfica e orientação acadêmica, coisas que realmente não pude fazer ou receber na área de teologia, pelo menos por enquanto.
Sendo assim, vou escrevendo ensaios. Há muito o que dizer, muito o que pensar.
Noto que as pessoas hoje não querem ler nem estudar. Os crentes têm sido alvo de pregadores sensacionalistas, vazios, que não têm alimento sólido, tampouco o "leite racional" de que Paulo trata. As pessoas vão se acostumando ao nada, ao doentio, ao escasso, ao vazio.
É grande a necessidade da Igreja brasileira. Há grande confusão na mente de muitos e muitos "evangélicos".
Tenho pena desse povo errante, e por isso escrevo as coisas que queria falar. Se alguém ler, se um só ler, já terei conquistado um prêmio.
Há uma diferença que separa a minha pequena figura desses portentosos pregadores - enquanto eu ensaio, eles estão prontos; enquanto eu pergunto, eles respondem; enquanto eu critico, eles oferecem um pacote completo de promessas e afazeres.
Mas prefiro continuar ensaiando. Meus tubos de ensaio são pequenos e frágeis, mas meu jaleco permanece branco, graças a Deus.

2 comentários:

Roger disse...

Alex,

depois que a gente se acostuma com o estilo de uma pessoa, vamos aprendendo a nos deliciar com os seus textos ou ensaios. E nos identificamos mais e mais.

Parabéns, também sou assim. Só nao sei se o meu jaleco está tão branco assim, pois sou meio desastrado!! hehehe

Um abração para você e sua família abençoada,

Roger

Anônimo disse...

josecvitorino, como falta na igreja pessoas que falem a verdade como elas devem ser, vejo demais informações errôneas na igreja dita de JESUS, não a de YESHUA,irmão as denominações estão lotadas de gente que não busca a verdadeira face do SENHOR criador, elas buscam palaavras de consolo para serem vistas pelos homens, veja quanta vergonha a igreja esta fazendo através da politica, supostos evangélicos se envolvem na politica para alcançar status nesta sociedade corrupta, leia irmão ou irmãos que lerem este desabafo ISAMUEL cap 8 e 12, o que aconteceu com o povo de ISRAEL, cairam nas mãos de Saul e mais através de JOSÉ, o povo ficou escravo no egito por 400anos, filho da prost. de seu pai JACÓ com RAQUEL, porque ele ja era de LIA, e de LIA DEUS levantou MOISéS para libertar o povo escravo

Fale comigo!

Gostaria de estabelecer contato com você. Talvez pensemos a respeito dos mesmos assuntos, e o diálogo é sempre bem-vindo e mais que necessário. Meu e-mail é alexesteves.rocha@gmail.com. Você poderá fazer sugestões de artigos, dar idéias para o formato do blog, tecer alguma crítica ou questionamento. Fique à vontade. Embora o blog seja uma coisa pessoal por natureza, gostaria de usar este espaço para conhecer um pouco de quem está do outro lado. Um abraço.

Para pensar:

Um dos terríveis problemas da Igreja evangélica brasileira é a falta de conhecimento da Bíblia como um sistema coerente de princípios, promessas e relatos que apontam para Cristo como Criador, Sustentador e Salvador. Em vez disso, prega-se um "jesus" diminuído, porque criado à imagem de seus idealizadores, e que faz uso de textos bíblicos isolados, como se fossem amuletos, peças mágicas a serem usadas ao bel-talante do indivíduo.

Arquivo do blog

Bases de Fé

Creio:
Em um só Deus e na Trindade.
Na inspiração verbal da Bíblia Sagrada, única regra infalível de fé normativa para a vida e o caráter cristão.
Na concepção virginal de Jesus, em sua morte vicária e expiatória, em sua ressurreição corporal e sua ascensão aos céus.
Na pecaminosidade do homem, e que somente o arrependimento e a fé na obra expiatória e redentora de Jesus Cristo é que pode salvá-lo.
Na necessidade absoluta do novo nascimento pela fé em Cristo e pelo poder atuante do Espírito Santo e da Palavra de Deus, para tornar o homem digno do Reino dos Céus.
No perdão dos pecados, na salvação presente e perfeita e na eterna justificação da alma recebidos gratuitamente de Deus pela fé no sacrifício efetuado por Jesus Cristo em nosso favor.
No batismo bíblico em águas, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, conforme determinou o Senhor Jesus Cristo.
Na necessidade e na possibilidade que temos de viver vida santa mediante a obra expiatória e redentora de Jesus, através do poder do Espírito Santo.
No batismo bíblico no Espírito Santo que nos é dado por Deus mediante a intercessão de Cristo.
Na atualidade dos dons espirituais distribuídos pelo Espírito Santo à Igreja para sua edificação, conforme a sua soberana vontade.
Na Segunda Vinda de Cristo.
Que todos os cristãos comparecerão ante o Tribunal de Cristo.
No juízo vindouro que recompensará os fiéis e condenará os infiéis.
E na vida eterna para os fiéis e morte eterna para os infiéis.