quarta-feira, 14 de abril de 2010

Sobre os vídeos em que o bispo Romualdo Panceiro ensina a arrecadar dinheiro na crise e a fazer acordo com bandidos

A Folha de S. Paulo divulgou em reportagem de ontem, 13 de abril, dois vídeos em que o número dois da Igreja Universal do Reino de Deus, bispo Romualdo Panceiro, ensina, em videoconferência e palestra para pastores, como arrecadar dinheiro em meio à crise de 2008, assim como orienta os pastores a fazer acordo com bandidos e líderes de favelas, a fim de que o produto da arrecadação nas igrejas não fosse alvo de assaltos, como ocorrera no dia 09 de novembro daquele ano - embora, neste caso, o bispo diga que o crime foi praticado por policiais.
Depois, o bispo divulgou um vídeo respondendo à divulgação dos vídeos, sob o argumento de que se trata de sua fé.
Há tantas coisas para comentar que o faço a seguir por tópicos:

  • Assombra a maneira como os líderes da Universal deturpam os textos bíblicos a seu bel-prazer, como fez o bispo Panceiro com II Co 9.10ss. Já escrevi aqui mesmo neste blog sobre a interpretação correta desse texto, em que Paulo orienta os coríntios a usarem de generosidade para com os cristãos pobres da Judeia. A Universal consegue fazer com que o texto pareça significar exatamente o oposto - em vez de generosidade, ensina-se a ganância;
  • No vídeo-resposta, o bispo Panceiro usa outro texto recorrente da Teologia da Prosperidade, o de Ml 3.10, mas a verdade é que também faz uma interpretação esdrúxula, já que não ensina sobre o contexto, não diz que naquela época havia uma espécie de imposto religioso, não mostra que o "devorador" era um gafanhoto (praga da agricultura) e acaba afirmando que fazer prova com Deus é o mesmo que verificar se a Bíblia não é mentirosa, quando, na realidade, o texto ensina que Deus é tão fiel e verdadeiro em suas promessas que admite ser provado - para, isto sim, dizer que não o será, pois cumprirá suas promessas primeiro;
  • É ridículo que esse senhor imite até mesmo a voz rouca e o defeito que Edir Macedo tem na mão. É em tudo absurdo e bizarro que todos os líderes da Universal se apresentem como meros imitadores de um homem, não só em suas heresias, mas também em suas características físicas;
  • É triste que Ml 3.10 e II Co 9.10ss sejam usados erroneamente, fora de contexto, sem aplicação dos princípios de hermenêutica e de exegese, até mesmo por líderes assembleianos, para justificar pedidos insistentes de ofertas e dar azo a uma ênfase no dinheiro. Pode-se, é claro, fazer uso desses textos quando se trata de contribuições financeiras, mas a interpretação que deles se faz é errada, extrapola seu significado e violenta o real sentido das palavras do profeta Malaquias e do apóstolo Paulo, como já expliquei em outros posts;
  • O segundo vídeo é muito didático quanto ao modus operandi da Universal: ela faz acordo com bandidos - é isso o que o bispo Panceiro deixa claro. Seu problema, diz ele, não é bandido, mas polícia;
  • Com a reportagem da Folha, a Universal divulgou uma nota dizendo que os vídeos retratam sua Teologia da Prosperidade - como se isso fosse coisa boa -, e sob a capa de Teologia da Prosperidade a Universal perde todo o constrangimento em enaltecer a Mamom, falando de dinheiro como um deus. O deus da Universal não é Jesus Cristo, mas o dinheiro;
  • Surgirão pastores evangélicos defendendo a Universal, e, como Lula, dirão que "os vídeos não falam por si" (Lula disse essa impropriedade quanto aos vídeos do Mensalão do DEM). Agora, dirão que tudo não passa de perseguição religiosa. Talvez Silas Malafaia use seu programa para comentar o assunto, como fez ao defender a Igreja Mundial do Poder de Deus, que teve seu templo no Brás fechado por irregularidades administrativas. Ora, se surgirem esses defensores, terão que apresentar argumentos sólidos, pois os vídeos são retumbantes;
  • Enquanto falava, o bispo Panceiro fazia perguntas ao bispo Clodomir Santos, que respondia coisas como "Tá ligado" e "arrebenta". Além disso, o bispo Santos termina o primeiro vídeo falando de maneira jocosa e irônica que basta "lançar a semente". Está claro o espírito de desdém;
  • Sei que esses vídeos nada acrescentam de substancial à minha forma de ver a Igreja de Edir Macedo, pois já estou cansado de saber quem eles são. E não tenho nenhuma esperança de que os "fiéis" da Universal finalmente despertem para a farsa a que estão submetidos. A Universal não existe sem causa.

Apenas espero que crentes de igrejas sérias parem de imitar os piores aspectos da Igreja de Edir Macedo, e deixem de violentar textos bíblicos com o objetivo de dar ênfase às necessidades financeiras da Igreja. Se a obra é de Deus, Ele nos dará o suficiente. Se a obra estiver sempre em carência demasiada, é bom verificarmos se o que fazemos tem a aprovação divina. As coisas não podem ser forçadas. Deus não faz negociatas, nem com bandidos, nem com "fiéis".

4 comentários:

Pr. Gualter Guedes disse...

meu amado irmão gostaria de saber se o irmão tem o endereço desses vídeos...

Um abraço

Pr. Gualter Guedes

francisco disse...

Se esses caras nao sao dignos do inferno quem entao é ?

Serao ateus ? http://exejegues.blogspot.com/2009/02/seria-os-biscos-ateus-em-breve-tese.html

Alex Esteves da Rocha Sousa disse...

Pr. Gualter Guedes:

Seguem os links:
http://www1.folha.uol.com.br/folha/videocasts/ult10038u718138.shtml

Em Cristo,

Alex.

João Armando disse...

A frase não é das mais, digamos, educadas, mas exprime com exatidão o que essa gente é:

CARAS DE PAU!!!

Fale comigo!

Gostaria de estabelecer contato com você. Talvez pensemos a respeito dos mesmos assuntos, e o diálogo é sempre bem-vindo e mais que necessário. Meu e-mail é alexesteves.rocha@gmail.com. Você poderá fazer sugestões de artigos, dar idéias para o formato do blog, tecer alguma crítica ou questionamento. Fique à vontade. Embora o blog seja uma coisa pessoal por natureza, gostaria de usar este espaço para conhecer um pouco de quem está do outro lado. Um abraço.

Para pensar:

Um dos terríveis problemas da Igreja evangélica brasileira é a falta de conhecimento da Bíblia como um sistema coerente de princípios, promessas e relatos que apontam para Cristo como Criador, Sustentador e Salvador. Em vez disso, prega-se um "jesus" diminuído, porque criado à imagem de seus idealizadores, e que faz uso de textos bíblicos isolados, como se fossem amuletos, peças mágicas a serem usadas ao bel-talante do indivíduo.

Arquivo do blog

Bases de Fé

Creio:
Em um só Deus e na Trindade.
Na inspiração verbal da Bíblia Sagrada, única regra infalível de fé normativa para a vida e o caráter cristão.
Na concepção virginal de Jesus, em sua morte vicária e expiatória, em sua ressurreição corporal e sua ascensão aos céus.
Na pecaminosidade do homem, e que somente o arrependimento e a fé na obra expiatória e redentora de Jesus Cristo é que pode salvá-lo.
Na necessidade absoluta do novo nascimento pela fé em Cristo e pelo poder atuante do Espírito Santo e da Palavra de Deus, para tornar o homem digno do Reino dos Céus.
No perdão dos pecados, na salvação presente e perfeita e na eterna justificação da alma recebidos gratuitamente de Deus pela fé no sacrifício efetuado por Jesus Cristo em nosso favor.
No batismo bíblico em águas, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, conforme determinou o Senhor Jesus Cristo.
Na necessidade e na possibilidade que temos de viver vida santa mediante a obra expiatória e redentora de Jesus, através do poder do Espírito Santo.
No batismo bíblico no Espírito Santo que nos é dado por Deus mediante a intercessão de Cristo.
Na atualidade dos dons espirituais distribuídos pelo Espírito Santo à Igreja para sua edificação, conforme a sua soberana vontade.
Na Segunda Vinda de Cristo.
Que todos os cristãos comparecerão ante o Tribunal de Cristo.
No juízo vindouro que recompensará os fiéis e condenará os infiéis.
E na vida eterna para os fiéis e morte eterna para os infiéis.