segunda-feira, 19 de abril de 2010

José Arruda foi preso e tudo ficou resolvido

A prisão do então governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (na época filiado ao DEM), criou um clima de falsa justiça: o governador flagrado e filmado em corrupção foi para a cadeia por tentativa de suborno a uma testemunha, e parecia, a um desavisado, que o Brasil mudou. Não questiono a legalidade da decisão do STJ, que em tudo demonstrou ter sido acertada. O que critico é um aspecto simples do problema: mensaleiros, aloprados e sanguessugas estão à solta e nada lhes acontece.
Tudo bem, eu sei que Arruda foi preso preventivamente por tentar atrapalhar a investigação do Mensalão do DEM. Ele não foi punido ainda pelos seus crimes principais, que eram apurados na investigação precedente. Ocorre que mensaleiros, aloprados e sanguessugas vão muito bem, obrigado. Há mensaleiros importantes voltando à cena petista. Aloprados e sanguessugas quietos em seu canto, sem que ninguém os incomode.
Quer saber? A prisão de José Roberto Arruda, conquanto tenha sido justa, passa a imagem de um país eticamente fracassado: os mesmos manifestantes petistas e comunistas que iam à Câmara, à Polícia Federal e à casa de Arruda protestar por sua prisão, por seu impeachment, por sua queda, são os apoiadores de um governo federal podre, contra o qual há provas robustas de desvio do dinheiro público, compra de votos, caixa-dois e formação de quadrilha.
Ora, quer dizer que Arruda é a Geni e o bode expiatório? Ele pode ser lançado ao ostracismo e os mensaleiros, aloprados e sanguessugas continuam conosco? Por que isso acontece? Será que é devido à sua ideologia? Será que se Arruda fosse um marxista-leninista os fins justificariam os meios? Será que se ele fosse petista daria para dizer que tudo não passa de um complô das elites? Será que se ele fosse comunista daria para dizer que estava tentando construir o futuro, e que a fiscalização da sociedade não passa de perseguição aos pobres?
Sim, Arruda foi preso por decisão do STJ. Mas quem foi que mandou quebrar o sigilo bancário do caseiro Francenildo Costa? Quem foi que deixou que se criasse na sala ao lado uma organização criminosa que comprava políticos com dinheiro desviado dos cofres públicos? Quem foi que deixou de punir aliados envolvidos em falcatruas? Por que insistimos em dois pesos e duas medidas?
Talvez alguém se lembre de que em nosso país impera uma ética de situação. Dependendo de quem seja acusado, cria-se uma estratégia de defesa, uma blindagem.
É ridículo achar que o Brasil tem avançado. Os especialistas que vivem dizendo que o país tem avançado dirão, se lerem este texto, que estou louco, que não tenho conhecimento e que não sei o que digo. Posso resumir em poucas palavras as coisas em que o Brasil melhorou nos últimos 25 anos: redemocratizão, Constituição de 88, estabilização da economia - e em todas elas o PT foi contra. Você diz que não, eventual leitor? O PT não foi contra a redemocratização como ideia, mas foi contra a forma como Tancredo Neves e Ulysses Guimarães dirigiram o processo; o PT assinou a Constituição mas dela discordou o quanto pôde, e sempre foi contrário ao Plano Real.
Pronto. De Arruda eu passei a Lula. Mas, sabe que Lula e Arruda têm algo em comum? O nome dele é Sarney. Foi José Sarney que nomeou Joaquim Roriz administrador de Brasília, o qual ganhou a primeira eleição para governador naquelas terras. Joaquim Roriz, por sua vez, nomeou José Arruda seu Secretário de Obras em 1986, dando-lhe, com isso, o start para uma carreira que deu no que deu. E Lula, em 2009, ajudou Sarney a se livrar de um processo por quebra de decoro parlamentar no Senado. Se Lula não ajudasse Sarney e dele se desligasse, homens assim perderiam um pouco o seu poder. Mas Lula ajudou Sarney, que continua criando Rorizes e Arrudas.
E ainda dizem que o Brasil mudou.

2 comentários:

João Armando disse...

Acredito que mudaram algumas coisas no Brasil - até para pior... piadas à parte, do ponto de vista ético mudou pouco ou nada. Talvez tenha piorado. Do ponto de vista social, melhorou bastante. Discordo do Lula quando ele acredita e diz que tudo foi virtude dele, como se nada tivesse sido feito antes. A estabilização da economia, o saneamento do sistema bancário, a lei de responsabilidade fiscal - tudo do governo anterior, tudo bom - e Lula (e todos nós) colhemos hoje os bons frutos dessas decisões acertadas do passado. Mas não deixo de reconhecer que Lula manteve o Meireles no banco central, mesmo sob muitas críticas (até hoje, inclusive do hoje "santo" e incriticável José de Alencar, pois todos sabem... quem está doente está acima de toda crítica. Deixando as ironias de lado, se o Lula tivesse trocado o comando do BC, certamente a economia teria ido por água abaixo. Não simpatizo em nada com o PT, mas há coisas boas no governo atual. Essa foi certamente uma delas... Ainda que muitas das coisas boas são exatamente aquelas que eles antes criticavam...

Gilberto Esteves da Rocha disse...

Alex, li atentamente a sua postagem "José Arruda foi preso e tudo ficou resolvido".
Você demonstra conhecimento profundo da política nacional e concordo com o que você escreveu. Quando a Lula, sinto que ele está sendo injusto com os aposentados acima de 1 mínimo, está sendo injusto com quem ajudou muito o Brasil e os brasileiros. Lula tem dinheiro para quem está na ativa, para ajudar outros países, para o FMI, faz doações enormes e esquecem pessoas dignas que são os aposentados. Acho-o injusto com quem ajudou, e favorece a quem nada fez ou fez pouco. Tem vez para quem ainda pode gritar e até fazer greve, para quem tem força física e mental. Para quem é acolhido e recebe aconchego. Mas, Aposentados que não têm vez e nem voz, é humilhado pela maioria, deveriam ter pelo o menos uma morte digna. O INSS está falido para uns e para outros está muito bem. Quem está no chão parece ser culpado.
Eagleman

Fale comigo!

Gostaria de estabelecer contato com você. Talvez pensemos a respeito dos mesmos assuntos, e o diálogo é sempre bem-vindo e mais que necessário. Meu e-mail é alexesteves.rocha@gmail.com. Você poderá fazer sugestões de artigos, dar idéias para o formato do blog, tecer alguma crítica ou questionamento. Fique à vontade. Embora o blog seja uma coisa pessoal por natureza, gostaria de usar este espaço para conhecer um pouco de quem está do outro lado. Um abraço.

Para pensar:

Um dos terríveis problemas da Igreja evangélica brasileira é a falta de conhecimento da Bíblia como um sistema coerente de princípios, promessas e relatos que apontam para Cristo como Criador, Sustentador e Salvador. Em vez disso, prega-se um "jesus" diminuído, porque criado à imagem de seus idealizadores, e que faz uso de textos bíblicos isolados, como se fossem amuletos, peças mágicas a serem usadas ao bel-talante do indivíduo.

Arquivo do blog

Bases de Fé

Creio:
Em um só Deus e na Trindade.
Na inspiração verbal da Bíblia Sagrada, única regra infalível de fé normativa para a vida e o caráter cristão.
Na concepção virginal de Jesus, em sua morte vicária e expiatória, em sua ressurreição corporal e sua ascensão aos céus.
Na pecaminosidade do homem, e que somente o arrependimento e a fé na obra expiatória e redentora de Jesus Cristo é que pode salvá-lo.
Na necessidade absoluta do novo nascimento pela fé em Cristo e pelo poder atuante do Espírito Santo e da Palavra de Deus, para tornar o homem digno do Reino dos Céus.
No perdão dos pecados, na salvação presente e perfeita e na eterna justificação da alma recebidos gratuitamente de Deus pela fé no sacrifício efetuado por Jesus Cristo em nosso favor.
No batismo bíblico em águas, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, conforme determinou o Senhor Jesus Cristo.
Na necessidade e na possibilidade que temos de viver vida santa mediante a obra expiatória e redentora de Jesus, através do poder do Espírito Santo.
No batismo bíblico no Espírito Santo que nos é dado por Deus mediante a intercessão de Cristo.
Na atualidade dos dons espirituais distribuídos pelo Espírito Santo à Igreja para sua edificação, conforme a sua soberana vontade.
Na Segunda Vinda de Cristo.
Que todos os cristãos comparecerão ante o Tribunal de Cristo.
No juízo vindouro que recompensará os fiéis e condenará os infiéis.
E na vida eterna para os fiéis e morte eterna para os infiéis.