quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

Qual será o saldo do Carnaval?

Conforme a experiência, sabemos que o Carnaval não deixa um saldo positivo. Infelizmente - e sempre esperamos que isso não se repita - ocorrem assassinatos, brigas, confusões. Muitas pessoas acabam contraindo doenças sexualmente transmissíveis ou AIDS, dada a promiscuidade. Isso sem falar na violência nas estradas, algo constante do Brasil, mas que se intensifica nos feriados longos, como os dias de festa carnavalesca.
Agora, o que esperar de uma festa cujo nome lembra a palavra "carne", e que tem como deus o "rei Momo"? É claro que não é Deus Quem reina nos corações dos foliões.
O Carnaval é uma festa pagã, em que as pessoas extravasam seu desejo de prazer em proporções gigantescas. É o período do ano em que homens comuns saem vestidos de mulher, mulheres saem nuas em avenidas, e os padrões morais são como que suspensos. É um verdadeiro "estado de sítio" dos valores morais socialmente aceitos.
Tudo isso conta com o apoio da Igreja Romana, que abençoa os foliões antes de saírem para as festas, e os recebe de volta na quarta-feira de cinzas, para a suposta purificação de pecados, pelo que foi feito nos dias de folia.
A mesma Igreja Romana estabelece a época da Semana Santa de acordo com o feriado de carnaval, e com isso não há que se duvidar da ligação entre o "sagrado" e o profano. Até mesmo o calendário nacional é atingido por essas coisas, pois o Brasil, embora constitucionalmente laico (sem religião), tem feriados de fundo católico. Mas esse é outro assunto...

Nenhum comentário:

Fale comigo!

Gostaria de estabelecer contato com você. Talvez pensemos a respeito dos mesmos assuntos, e o diálogo é sempre bem-vindo e mais que necessário. Meu e-mail é alexesteves.rocha@gmail.com. Você poderá fazer sugestões de artigos, dar idéias para o formato do blog, tecer alguma crítica ou questionamento. Fique à vontade. Embora o blog seja uma coisa pessoal por natureza, gostaria de usar este espaço para conhecer um pouco de quem está do outro lado. Um abraço.

Para pensar:

Um dos terríveis problemas da Igreja evangélica brasileira é a falta de conhecimento da Bíblia como um sistema coerente de princípios, promessas e relatos que apontam para Cristo como Criador, Sustentador e Salvador. Em vez disso, prega-se um "jesus" diminuído, porque criado à imagem de seus idealizadores, e que faz uso de textos bíblicos isolados, como se fossem amuletos, peças mágicas a serem usadas ao bel-talante do indivíduo.

Arquivo do blog

Bases de Fé

Creio:
Em um só Deus e na Trindade.
Na inspiração verbal da Bíblia Sagrada, única regra infalível de fé normativa para a vida e o caráter cristão.
Na concepção virginal de Jesus, em sua morte vicária e expiatória, em sua ressurreição corporal e sua ascensão aos céus.
Na pecaminosidade do homem, e que somente o arrependimento e a fé na obra expiatória e redentora de Jesus Cristo é que pode salvá-lo.
Na necessidade absoluta do novo nascimento pela fé em Cristo e pelo poder atuante do Espírito Santo e da Palavra de Deus, para tornar o homem digno do Reino dos Céus.
No perdão dos pecados, na salvação presente e perfeita e na eterna justificação da alma recebidos gratuitamente de Deus pela fé no sacrifício efetuado por Jesus Cristo em nosso favor.
No batismo bíblico em águas, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, conforme determinou o Senhor Jesus Cristo.
Na necessidade e na possibilidade que temos de viver vida santa mediante a obra expiatória e redentora de Jesus, através do poder do Espírito Santo.
No batismo bíblico no Espírito Santo que nos é dado por Deus mediante a intercessão de Cristo.
Na atualidade dos dons espirituais distribuídos pelo Espírito Santo à Igreja para sua edificação, conforme a sua soberana vontade.
Na Segunda Vinda de Cristo.
Que todos os cristãos comparecerão ante o Tribunal de Cristo.
No juízo vindouro que recompensará os fiéis e condenará os infiéis.
E na vida eterna para os fiéis e morte eterna para os infiéis.