segunda-feira, 29 de março de 2010

Relíquias evangélicas

Um leitor anônimo fez o seguinte comentário ao texto "E disseram Macedo e Soares: 'Haja Valdemiro'. E houve."

"Bela materia, li recentemente o livro do Paulo Romeiro, suor carisma e controversia onde ele faz uma critica a mundial Infelizmente nao podemos mais dizer que somos evangelicos pois vamos ser confundidos com essa turma ai da idolatria e amantes das antigas RELIQUIAS catolicas.
Hoje me intitulo protestante quando me perguntam se sou evangelico" (Anônimo, neste blog).

E mais (não sei se do mesmo leitor):

"Que tal uma materia comparando as reliquias catolicas com as reliquias evangelicas ?"

Há duas questões fundamentais no comentário: as relíquias evangélicas e o problema do ser evangélico hoje.
Começo pelo segundo tema. Não creio que devamos abdicar do termo "evangélico". Tenho pensado sobre isso também, e escrito algumas coisas. Se somos evangélicos, se defendemos a fé evangélica, os que não são devem ser instados a deixar de usar erroneamente um nome que não lhes diz respeito. Precisamos dizer claramente à sociedade o que é o evangelicalismo, qual a definição de Evangelho e do movimento ao qual pertencemos. Se for muito explicarmos o evangelicalismo sociologicamente, ao menos devemos explicá-lo biblicamente - o que é, sem dúvida, o essencial.
Quanto às relíquias, que assunto formidável! Nós, evangélicos brasileiros, gostamos de materializar a fé. Isso chama-se "fetichismo": usar objetos com supostos efeitos espirituais. Já escrevi aqui neste blog sobre esse tema, e me referi, ainda, àquele negócio de viajar a Israel para ser batizado no Jordão. Isso é puro fetichismo, sacralização das coisas, dos seres inanimados. Materializar a fé é o mesmo que não ter fé. Quem precisa de objetos de fé não tem fé de verdade.
Tudo isso é fruto da ausência do ensino da Palavra de Deus, da exposição sistematizada e contínua da Bíblia. Pregações sensacionalistas e teologia de ouvido não levam a lugar nenhum. Talvez levem ao inferno.

Um comentário:

francisco disse...

Obrigado por atender um anonimo, na verdade nao entrou meu perfil ,coisas do google

Aproveito para deixar esse belo video para sua pareciaçao




http://www.youtube.com/watch?v=jxEw_H8Plps&feature=related

Fale comigo!

Gostaria de estabelecer contato com você. Talvez pensemos a respeito dos mesmos assuntos, e o diálogo é sempre bem-vindo e mais que necessário. Meu e-mail é alexesteves.rocha@gmail.com. Você poderá fazer sugestões de artigos, dar idéias para o formato do blog, tecer alguma crítica ou questionamento. Fique à vontade. Embora o blog seja uma coisa pessoal por natureza, gostaria de usar este espaço para conhecer um pouco de quem está do outro lado. Um abraço.

Para pensar:

Um dos terríveis problemas da Igreja evangélica brasileira é a falta de conhecimento da Bíblia como um sistema coerente de princípios, promessas e relatos que apontam para Cristo como Criador, Sustentador e Salvador. Em vez disso, prega-se um "jesus" diminuído, porque criado à imagem de seus idealizadores, e que faz uso de textos bíblicos isolados, como se fossem amuletos, peças mágicas a serem usadas ao bel-talante do indivíduo.

Arquivo do blog

Bases de Fé

Creio:
Em um só Deus e na Trindade.
Na inspiração verbal da Bíblia Sagrada, única regra infalível de fé normativa para a vida e o caráter cristão.
Na concepção virginal de Jesus, em sua morte vicária e expiatória, em sua ressurreição corporal e sua ascensão aos céus.
Na pecaminosidade do homem, e que somente o arrependimento e a fé na obra expiatória e redentora de Jesus Cristo é que pode salvá-lo.
Na necessidade absoluta do novo nascimento pela fé em Cristo e pelo poder atuante do Espírito Santo e da Palavra de Deus, para tornar o homem digno do Reino dos Céus.
No perdão dos pecados, na salvação presente e perfeita e na eterna justificação da alma recebidos gratuitamente de Deus pela fé no sacrifício efetuado por Jesus Cristo em nosso favor.
No batismo bíblico em águas, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, conforme determinou o Senhor Jesus Cristo.
Na necessidade e na possibilidade que temos de viver vida santa mediante a obra expiatória e redentora de Jesus, através do poder do Espírito Santo.
No batismo bíblico no Espírito Santo que nos é dado por Deus mediante a intercessão de Cristo.
Na atualidade dos dons espirituais distribuídos pelo Espírito Santo à Igreja para sua edificação, conforme a sua soberana vontade.
Na Segunda Vinda de Cristo.
Que todos os cristãos comparecerão ante o Tribunal de Cristo.
No juízo vindouro que recompensará os fiéis e condenará os infiéis.
E na vida eterna para os fiéis e morte eterna para os infiéis.