terça-feira, 29 de abril de 2008

Convicções firmes

É necessário mantermos convicções firmes, inabaláveis, enraizadas. Se tivermos qualquer dúvida quanto à Bíblia, ao menos precisamos manter algumas certezas fundamentais. Compartilho com o leitor as coisas das quais eu não abro mão:
1) O SENHOR é o único Deus e não há outro. Ele criou todas as coisas e as sustenta. O Deus que Se revelou na Escritura Sagrada é Soberano, Onipotente, Onisciente, Onipresente e absolutamente justo, santo e bom. É subsistente em três Pessoas divinas e distintas, que, no entanto, não são três deuses, mas apenas Um. Não se trata de doutrina para entender, mas para crer, pois negar a Trindade é negar fartas passagens bíblicas nesse sentido. Ou se aceita a Trindade ou se nega a Bíblia. Não há como combinar crença na Bíblia com descrença na Trindade Divina.
2) Deus enviou Seu Filho Jesus Cristo para nos salvar de nossos pecados. Para isso, o Cristo, Filho de Deus, encarnou, morreu, ressuscitou e foi assunto ao Céu. Jesus Cristo veio ao mundo como Homem, por causa da encarnação, e como Deus, que é eternamente, não sendo simplesmente um homem divinizado nem um deus diminuído. Não podemos duvidar desses eventos principais, que aconteceram de fato, não sendo mitos nem fantasias dos discípulos. Descrer na encarnação, morte e ressurreição de Cristo é não ser cristão. Se Cristo não houvesse ressuscitado, nossa fé seria vã (I Co 15.14). Igualmente, se Cristo não houvera subido ao Céu, não poderia ele consistir nas primícias dos que dormem e no Primogênito dentre muitos irmãos, porque nossa glorificação futura depende disso.
3) Jesus Cristo concede o Espírito Santo a todo aquele que o aceita como SENHOR e Salvador, a fim de promover a regeneração e santificação pessoal e o desempenho do serviço cristão, por meio dos dons espirituais. Não importa muito se o nome disso é batismo com o Espírito Santo, nem se é evidenciado por línguas ou qualquer outro sinal - o que importa mesmo é que nada podemos fazer como cristãos sem o poder de Deus, e que é necessário sermos cheios do Espírito Santo diariamente, com o uso das práticas da oração, da leitura devocional da Bíblia e do culto.
4) Um dia, não se sabe quando, Jesus Cristo voltará para buscar Sua Igreja. Essa é a certeza mais sublime. Não importa se vai ser antes, durante ou depois da Grande Tribulação; não importa se vai ser antes, durante ou depois do Milênio; não importa se vai haver duas etapas de uma só Vinda - o que é mais importante é que Ele virá com poder e grande glória.
5) Há um Céu para justos e um inferno para injustos. Trata-se de duas realidades, e não de dois mitos ou fantasias. Os justos viverão com Cristo eternamente, enquanto os maus sofrerão, também eternamente, a pena de morte pela alienação em relação a Deus. Não sei como é o Céu, mas quero ir para lá. Não sei como é o Inferno, mas não desejo que ninguém vá para lá, porque lá Deus não está.

Nenhum comentário:

Fale comigo!

Gostaria de estabelecer contato com você. Talvez pensemos a respeito dos mesmos assuntos, e o diálogo é sempre bem-vindo e mais que necessário. Meu e-mail é alexesteves.rocha@gmail.com. Você poderá fazer sugestões de artigos, dar idéias para o formato do blog, tecer alguma crítica ou questionamento. Fique à vontade. Embora o blog seja uma coisa pessoal por natureza, gostaria de usar este espaço para conhecer um pouco de quem está do outro lado. Um abraço.

Para pensar:

Um dos terríveis problemas da Igreja evangélica brasileira é a falta de conhecimento da Bíblia como um sistema coerente de princípios, promessas e relatos que apontam para Cristo como Criador, Sustentador e Salvador. Em vez disso, prega-se um "jesus" diminuído, porque criado à imagem de seus idealizadores, e que faz uso de textos bíblicos isolados, como se fossem amuletos, peças mágicas a serem usadas ao bel-talante do indivíduo.

Arquivo do blog

Bases de Fé

Creio:
Em um só Deus e na Trindade.
Na inspiração verbal da Bíblia Sagrada, única regra infalível de fé normativa para a vida e o caráter cristão.
Na concepção virginal de Jesus, em sua morte vicária e expiatória, em sua ressurreição corporal e sua ascensão aos céus.
Na pecaminosidade do homem, e que somente o arrependimento e a fé na obra expiatória e redentora de Jesus Cristo é que pode salvá-lo.
Na necessidade absoluta do novo nascimento pela fé em Cristo e pelo poder atuante do Espírito Santo e da Palavra de Deus, para tornar o homem digno do Reino dos Céus.
No perdão dos pecados, na salvação presente e perfeita e na eterna justificação da alma recebidos gratuitamente de Deus pela fé no sacrifício efetuado por Jesus Cristo em nosso favor.
No batismo bíblico em águas, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, conforme determinou o Senhor Jesus Cristo.
Na necessidade e na possibilidade que temos de viver vida santa mediante a obra expiatória e redentora de Jesus, através do poder do Espírito Santo.
No batismo bíblico no Espírito Santo que nos é dado por Deus mediante a intercessão de Cristo.
Na atualidade dos dons espirituais distribuídos pelo Espírito Santo à Igreja para sua edificação, conforme a sua soberana vontade.
Na Segunda Vinda de Cristo.
Que todos os cristãos comparecerão ante o Tribunal de Cristo.
No juízo vindouro que recompensará os fiéis e condenará os infiéis.
E na vida eterna para os fiéis e morte eterna para os infiéis.